Notícias

Publicação: 08/01/2018   Comentários: (0)   Categoria: Últimas Notícias - Visitas: 93
Notícia

Ladrões usam ferrovia para roubar pedestres e fugir em seguida

Moradores de Vicente de Carvalho, em Guarujá, denunciam que a linha férrea que cruza a Avenida Thiago Ferreira, principal centro comercial do distrito guarujaense, foi tomada por criminosos. Segundo eles, quadrilhas usam vagões que por ali trafegam para assaltar – com armas de fogo em punho – quem fica às margens dos trilhos à espera da passagem dos trens para ir à estação das barcas ou às lojas próximas.

A fuga é a bordo do próprio trem. Antes de todos os vagões transporem o cruzamento, os bandidos, já com os objetos roubados, voltam a se pendurar neles e somem das vistas das assustadas vítimas.

Segundo testemunhas, nos últimos dois meses esse crime tornou-se semanal e, às vezes, ocorrendo mais de uma vez no mesmo dia. A maioria dos assaltos ocorre quando o trem viaja no sentido Base Aérea/Favela da Prainha.

A forma de atuação é sempre a mesma. Com cinco ou seis integrantes, os bandos se dividem em dois grupos ao chegarem à Avenida Thiago Ferreira e roubam os pedestres que ficam parados dos dois lados, à beira da linha férrea.

Pavor

Morador do Monteiro da Cruz, um motorista de 27 anos que, assustado, prefere não se identificar, diz passar todos os dias pela linha para trabalhar numa empresa portuária de Santos e conta que os assaltos não têm hora. “Vi quatro roubos da mesma forma. O último aconteceu de sexta para sábado da semana passada, à 0h10. São sempre jovens, que, às vezes, vêm com o rosto encapuzado”.

 Ainda conforme a testemunha, sempre que espera a passagem do trem, ele orienta as demais pessoas a ficarem longe dos trilhos. “É a melhor coisa para evitar os assaltos”.

Outro trabalhador de 55 anos, também sob anonimato, revela que o início da manhã e o final da tarde são os períodos preferidos dos ladrões. “Eles surgem do nada e, com pistolas nas mãos, fazem a "limpa". No último sábado, levaram R$ 3 mil de uma senhora ali parada. O pior de tudo é que, quando isso ocorre, não há um policial para evitar essas ações”.

Descaso

Um morador da Vila Alice de 39 anos, que também não quer revelar o nome, conta para a Redação que dois pontos o incomodam em relação aos crimes na linha férrea de Vicente de Carvalho. “Um é que, bem na esquina e a poucos metros de onde passa o trem, há uma câmera de monitoramento da Prefeitura de Guarujá. A segunda é que o tempo todo fica uma viatura da Polícia Militar parada embaixo dessa mesma câmera. Mas, quando o sinal da linha férrea toca pra avisar que vai passar um trem, a tal viatura sai daqui. A impressão é que não colocam fim nessa situação porque não querem”.

"Não há registros"

Apesar das denúncias, a equipe de investigação do 2º DP de Guarujá, responsável por apurar crimes naquela região de Vicente de Carvalho, não registrou nenhum roubo do tipo na linha férrea da Avenida Thiago Ferreira. 

“Nos últimos dois meses, só tivemos casos de furtos contra pedestres e comerciantes naquela região. O único roubo registrado envolvendo a linha férrea foi de um assalto cometido contra o maquinista de um dos trens”, explica o chefe dos investigadores do distrito, Eloy Florido.

A vítima teve R$ 50,00 e uma aliança de ouro levados pelos ladrões. “Os crimes podem estar ocorrendo, mas as pessoas precisam registrá-los para que a gente possa investigar”, acrescenta o policial.

 A Polícia Militar alega manter aquele trecho dentro de um programa inteligente, com policiamento ostensivo preventivo, uso de viaturas, ações preventivas por meio de abordagens e operações. 

“O policiamento ostensivo preventivo está sendo intensificado conforme as necessidades. Portanto, ressaltamos que a participação da população, por meio de denúncias nos telefones 190 ou disque-denúncia 181 é importante”, defende-se a instituição. 

Atuação limitada

Administradora da linha férrea – por onde passam apenas vagões de sua empresa, da Rumo/ALL e da VLI –, a MRS Logística diz não ter detalhes dos assaltos na ferrovia, mas cita que os crimes são questão de segurança pública. “Para o combate à criminalidade, precisamos contar com o apoio do Poder Público e das autoridades policiais”. 

A Prefeitura de Guarujá afirma atuar somente na segurança primária, e que compete à PM resolver situações do tipo “O que nos cabe é auxiliar as investigações fornecendo, quando há, imagens de monitoramento para identificação dos bandidos”. 

Com a data e o horário de um dos assaltos em mãos, a Redação pediu as gravações da câmera de monitoramento instalada ao lado da linha férrea, mas a Prefeitura informou que não dispunha das imagens solicitadas.

 

Fonte: A Tribuna

http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/policia/ladroes-usam-ferrovia-para-roubar-pedestres-e-fugir-em-seguida/?cHash=0dd08889a6d9f9b91391081a8d531310 

 

Tags: Ladrões usam ferrovia para roubar pedestres e fugir em seguida

Comentários

Deixe aqui o seu comentário