Notícias

Publicação: 15/02/2018   Comentários: (0)   Categoria: Últimas Notícias - Visitas: 61
Notícia

Estações Moema, AACD e Hospital São Paulo da Linha 5 devem ser abertas apenas em abril

Mais um adiamento, mas que não causa surpresa a quem acompanha este blog. O governo reconheceu que não conseguirá entregar o trecho entre as estações Moema e Hospital São Paulo, da Linha 5-Lilás, em fevereiro, como prometido. Agora o secretário Clodoaldo Pelissioni, da pasta dos Transportes Metropolitanos, fala em final de março, mais tardar abril, conforme entrevista que foi ao ar nesta quarta-feira (14) no jornal SPTV, da TV Globo.

Já Eucaliptos, como adiantamos, será aberta ainda em fevereiro, promete a gestão Alckmin. A estação em frente ao Shopping Ibirapuera está nos retoques finais, conforme mostramos numa visita que fizemos dias atrás. Mas tudo depende da Bombardier. A empresa canadense é responsável pelo sistema de sinalização e comunicação CBTC além das portas de plataforma, as chamadas PSDs. Pois esse seria o motivo pelo qual a linha 5 ainda não foi expandida até Moema.

O último teste em horário comercial foi realizado no domingo (3) e agora, segundo Pelissioni, falta apenas o ‘ok’ da divisão de segurança da Bombardier para validar a operação. A fabricante também precisará concluir os testes para que a linha chegue até Hospital São Paulo em breve mas o ritmo lento e as dificuldades encontradas até aqui fazem crer que podemos ter novos problemas.

Prazo estourado

Quem repara na evolução do uso do sistema CBTC na linha 5 nos últimos meses pode até pensar que a Bombardier tem conseguido dar conta da demanda, porém, basta lembrar há quanto tempo o contrato foi assinado para ver que o atraso é absurdo.

A Bombardier assumiu o projeto do CBTC da Linha 5 em 2011, portanto, há cerca de sete anos. O prazo de entrega era de cinco anos, porém, os primeiros trens só começaram a ser testados na linha para valer em 2016 e entraram em operação há cerca de um ano após ficarem parados nos pátios desde 2013. O resultado disso é um número elevado de falhas que já provocaram a paralisação completa da linha.

Essa situação deixa em suspense a chegada da Linha 5 à Santa Cruz e Chácara Klabin, prevista para abril, mas que deve atrasar também. Quando os trens começarem a parar nas plataformas das duas estações finalmente a linha Lilás estará conectada diretamente a outras linhas do Metrô. Essa possibilidade deve mudar sensivelmente o fluxo de passageiros no sistema, atraindo novos usuários mas também trazendo gente que hoje se movimenta pela rede utilizando as linhas 9 da CPTM e 4 da ViaQuatro.

O atraso da Bombardier, que está sendo multada, segundo o governo, já está virando um caso “diplomático”.

Fonte: METROCPTM

https://www.metrocptm.com.br/estacoes-moema-aacd-e-hospital-sao-paulo-da-linha-5-devem-ser-abertas-apenas-em-abril/ 

Tags: Estações Moema, AACD e Hospital São Paulo da Linha 5 devem ser abertas apenas em abril

Comentários

Deixe aqui o seu comentário