Notícias

Publicação: 09/03/2021   Comentários: ()   Categoria: Últimas Notícias - Visitas: 377
Notícia

TCU adia decisão sobre implantação do People Mover do Aeroporto de Guarulhos

Em sessão plenária do Tribunal de Contas da União nesta quarta-feira (03), relator do processo revelou que a ANAC está atualizando os valores pedidos pelos concorrentes e que isso “pode mudar o mapa da licitação”

Após vários meses de análises, o Tribunal de Contas da União (TCU) abordou o andamento do processo de inclusão do projeto do People Mover do Aeroporto de Guarulhos no contrato de concessão junto à GRU Airport. A implantação do sistema de transporte automatizado prevê a ligação dos três terminais com a Linha 13-Jade da CPTM e será bancado pelo governo federal por meio da dispensa de parte dos valores de outorga anual.

Como o site mostrou aqui anteriormente, a GRU recebeu várias propostas de fornecedores, selecionando a dos consórcios AeroGRU (liderado pela Aeromovel) e GRU Connecta (da empresa austríaca Doppelmayr), sendo que a primeira fez a proposta mais barata. A concessionária, no entanto, demonstrou preferência pela segunda proposta alegando riscos contratuais e técnicos.

Durante a breve apresentação nesta quarta-feira, o ministro Vital do Rêgo, relator do processo, explicou que o processo depende de dois fatores atualmente, a atualização das propostas dos concorrentes e a decisão da ANAC a respeito da sugestão da GRU Airport, de repassar ao governo federal os riscos de uma implantação problemática no caso do sistema Aeromovel.

A ANAC informou que as atuais propostas venceram em 19 de agosto, mas que já requereu a atualização dos valores pelas empresas em fevereiro. A agência também considerou que as novas propostas podem “mudar o mapa de licitação” realizada para selecionar a subcontratada que irá construir o sistema.

Além disso, a ANAC afirmou que deverá analisar a solicitação da GRU Airport a respeito da posição da agência em relação às condições que afetam a ‘matriz de risco do processo’. Acredita-se, nesse caso, se tratar da insegurança da concessionária sobre a capacidade da AeroGRU de entregar e manter o sistema proposto.

“Diante desse cenário, não há como formular aditivo nesse momento para inserir o sistema APM (Automated People Mover) no contrato de concessão”, afirmou o ministro Vital do Rêgo.

O relator encerrou a exposição afirmando que repassará à ANAC e GRU Airport as pendências no processo para que sejam esclarecidas.

Fonte: https://www.metrocptm.com.br/tcu-adia-decisao-sobre-implantacao-do-people-mover-de-guarulhos/

Tags: Aeromovel - PeopleMover - Aeroporto Guarulhos - CPTM

Comentários

Deixe aqui o seu comentário