Notícias

Publicação: 13/08/2021   Comentários: (0)   Categoria: Palavra do Presidente - Visitas: 73
Notícia

Palavra do Presidente

Sempre falamos aqui que juntos somos mais fortes e realmente somos. Prova disso foi tudo o que conseguimos com uma manifestação organizada, a luta pelos nossos direitos e a união dos Sindicatos da Sorocabana, de São Paulo e dos Engenheiros. 
Quantas vezes tentamos conversar com a CPTM sem retorno para negociação! Tentaram nos intimidar achando que nos calaríamos 
diante do afronto e desrespeito. NÃO. 
Nós trabalhamos duro diariamente para oferecer o melhor serviço para a população; Nos arriscamos durante a pandemia para garantir que os transportes não parassem; Aguentamos todos os dias os desmandos de uma empresa e um governo que não aceitam nem acordos propostos pela Justiça. Não nos calamos contra os desmandos! 
Procuramos a empresa, tentamos conversar, buscamos nossos direitos e a Justiça. Porém, nada foi levado a sério pela CPTM e, por fim, em última instância, depois de levarmos calote, de não termos 
nem o pedido de negociação atendido, resolvemos parar! 
Paramos e aqui pedimos desculpas à população que não tem culpa do desrespeito da companhia e do Governo com os Ferroviários. 
Mas esperamos que todos entendam que não houve outro jeito. Nossa voz precisava ser ouvida. E foi. Basta! 
No fim do tempo que demos para tomar decisão sobre a manutenção da greve, o Governo do Estado, na pessoa do Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy resolveu aparecer e decidir sobre o que a CPTM não quis conversar. O Governo Estadual aceitou nossa proposta e, mais do que isso, percebeu que não é 
tão difícil respeitar uma categoria que presta um serviço essencial e que quer apenas que seus direitos sejam respeitados, com o 
compromisso de entregar sempre nosso melhor. 
O Sindicato continua à frente das lutas que garantem os direitos dos Ferroviários, bem como sua qualidade de trabalho e, consequentemente, de vida! 
Foi uma luta árdua. Foi uma luta nossa. Foi uma luta vitoriosa!

Tags:

Comentários

Deixe aqui o seu comentário