Notícias

Publicação: 02/06/2022   Comentários: ()   Categoria: Últimas Notícias - Visitas: 71
Notícia

Trem Intercidades: TCU aprova renovação da concessão da MRS

Caminho é aberto para viabilizar trem regional entre São Paulo e Campinas com futura assinatura do novo contrato da concessionária de carga no segundo semestre

Em “banho-maria” desde que surgiu o impasse entre a concessionária de carga MRS e o governo federal, o projeto do Trem Intercidades (TIC) entre São Paulo e Campinas recebeu uma ótima notícia nesta quarta-feira, 1, a aprovação da renovação da concessão da operadora pelo Tribunal de Contas da União (TCU).

O trem regional paulista depende de investimentos a serem feitos pela MRS para ser viável, entre eles a segregação dos trilhos entre Jundiaí e a capital paulista, por isso a aprovação unânime pelo TCU abre caminho para que o edita do TIC saia do papel, possivelmente já no segundo semestre.

É quando o Ministério da Infraestrutura prevê assinar a renovação da concessão por mais 30 anos, mediante investimentos de R$ 16 bilhões por parte da empresa privada de carga. O plano de negócios da MRS havia sido finalizado em outubro de 2020 e o relatório submetido à audiência pública, em novembro de 2021.

Para viabilizar a implantação do Trem Intercidades, o governo do estado precisa que as concessionárias MRS e Rumo (trecho Jundiaí-Campinas) liberem parte da faixa de domínio para a duplicação das vias. A ideia é que os trens de carga circulem separados dos de passageiros por esse trecho. A futura concessão do TIC será responsável por criar vias para a Linha 7-Rubi, para o Trem Intermetropolitano e para o serviço expresso, nesse caso, com trechos de by-pass, onde haverá uma faixa para cruzamento de trens nos dois sentidos.

A MRS também abrirá um novo túnel próximo à Jundiaí e implantará dois novos terminais de carga na Lapa e Mooca. Apenas o trecho entre Barra Funda e Brás continuará sendo compartilhado por trens de passageiros e carga, por conta da ausência de espaço suficiente para a segregação.

O edital de concessão do Trem Intercidade Eixo Norte deveria ter sido publicado em abril, mas foi suspenso pelo governo, que também reviu a previsão de investimento de um valor de R$ 8,6 bilhões para R$ 10,2 bilhões, um aumento de quase 19%.

Possivelmente para compensar o incremento, a gestão atual decidiu ampliar o prazo de concessão de 30 para 35 anos, conforme informações apresentadas pela Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

Fonte: https://www.metrocptm.com.br/trem-intercidades-tcu-aprova-renovacao-da-concessao-da-mrs/

Tags: Trem Intercidades - Regional - Rumo

Comentários

Deixe aqui o seu comentário