Notícias

Publicação: 22/03/2016   Comentários: (0)   Categoria: Últimas Notícias - Visitas: 278
Notícia

Ponte ferroviária em Corumbá, MS, é tombada como patrimônio histórico

Também são tombados as edificações do Forte Coimbra e do Porto Geral.
Qualquer modificação na estrutura deve ser autorizada pelo Iphan.
A ponte Eurico Gaspar Dutra, sobre o rio Paraguai, em Corumbá, a 415 quilômetros de Campo Grande, agora é mais um patrimônio histórico do município. A ponte ferroviária, que fica no Porto Esperança, foi tombada em três livros do Instituto de Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan): histórico, de belas artes e arqueológico.

A estrutura tombada foi construída em 1947 para ligar a ferrovia Noroeste do Brasil, que começa em Bauru (SP), até Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. A ponte funciona normalmente.
A ponte Eurico Gaspar Dutra tem 2 mil metros de comprimento, 112 de altura, dez metros de largura e sustentada por 46 pilares. Segundo o Iphan, a obra marcou a arquitetura moderna brasileira.
 
Corumbá agora tem três patrimônios históricos: a ponte, o conjunto de edificações do Forte Coimbra e o complexo histórico, arquitetônico e paisagístico do Porto Geral.

Os imóveis tombados pelo patrimônio só podem ser reformados com autorização do Iphan. Fica proibida a destruição ou demolição. Se isso acontecer, o responsável é autuado pelo Iphan e pode até ser preso pela Polícia Federal.
FONTE: http://g1.globo.com/

Tags: Ponte ferroviária em Corumbá, MS, é tombada como patrimônio histórico

Comentários

Deixe aqui o seu comentário